Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
STR / AFP
Mais de 1.600 mortes pelo novo coronavírus são registradas na China
Província também acrescentou mais de 14 mil casos confirmados de contaminação em um único dia nesta semana.
Correio do Povo
por  Correio do Povo
15/02/2020 22:33 – atualizado há 1 mês
Continua depois da publicidadePublicidade

O número de mortes pelo novo coronavírus na China superou, neste domingo (no horário local), os 1.600, depois da morte de 139 pessoas na província de Hubei, epicentro desta epidemia. No balanço diário, a comissão de saúde deste estado informou 1.843 novos casos - uma redução em relação ao número de contaminações informadas no sábado.

Pelo menos 1.662 pessoas morreram do surto que surgiu em dezembro na capital de Hubei, Wuhan, e se tornou uma epidemia em todo o país. Mais de 68.000 pessoas foram infectadas e a maioria das mortes ocorreu em Hubei.

A província acrescentou mais de 14.000 casos confirmados de contaminação em um único dia nesta semana, depois que as autoridades mudaram os critérios usados na contagem. Pelas novas regulamentações, os médicos consideram os pacientes diagnosticados clinicamente como positivos através de radiografias de pulmão, sem ter que esperar pelos resultados de exames laboratoriais complexos.

O chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse que a entidade solicitou à China detalhes sobre como os diagnósticos foram feitos. Enquanto isso, a França relatou no sábado a primeira vítima fatal do novo coronavírus fora da Ásia, alimentando preocupações globais sobre a epidemia. Já o banco central da China disse no sábado que, para controlar a propagação do surto, as notas usadas foram desinfetadas e ficarão armazenadas até 14 dias antes de voltar a circulação

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE