Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Vítimas do acidente em São Lourenço do Oeste eram familiares de jogador da Chapecoense
Matheus Vargas, da categoria sub-20, perdeu os pais e o irmão no acidente que aconteceu na SC-157, na noite de quarta-feira passada.
ClicRDC
por  ClicRDC
07/02/2020 08:13 – atualizado há 1 mês
Continua depois da publicidadePublicidade

As três pessoas que morreram em um acidente na SC-157, em São Lourenço do Oeste, Altieres Vargas, 37, Célia Vargas, 42 anos, e João Vargas, 14 anos eram pai, mãe e irmão do atleta Matheus Vargas, da categoria sub-20 da Chapecoense.

Reprodução/Rede social

O acidente aconteceu por volta das 23h45h e envolveu um caminhão VW, com placa de Formosa do Sul (SC) e um carro Ford/Ecosport, emplacado em Mariópolis (PR). A família foi encontrada já sem vida presa às ferragens pelo corpo de bombeiros.

Altieres, Célia e João moravam em Mariópolis, no Paraná. A Prefeitura Municipal da cidade, informou através de nota, que a família era atuante na comunidade. Célia Vargas era professora e diretora de uma escola no município.

A Associação Chapecoense de Futebol divulgou uma nota de pesar na tarde desta quinta-feira (6). Veja a nota:

A Associação Chapecoense de Futebol expressa o seu profundo pesar e toda a sua solidariedade ao atleta Matheus Vargas, da categoria sub-20, que – de maneira inimaginável – perdeu os pais e o irmão em trágico acidente de trânsito ocorrido na noite da última quarta-feira (05), em São Lourenço do Oeste.
Neste momento tão difícil e diante de tamanha perda, o clube manifesta ao atleta e aos seus familiares o sincero desejo de força. Que as boas lembranças sempre permaneçam e que, através delas, seja possível encontrar conforto e os motivos necessários para seguir em frente e, principalmente, para continuar perseguindo o sonho de se tornar um grande jogador.
Por fim, o clube reitera que todo o suporte e a assistência estão sendo prestados ao atleta, que já está em Mariópolis (PR) para os cortejos fúnebres.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE