Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Polícia localiza veículo de homem que matou três pessoas em Porto Alegre
Carro ficou deixado em um local de difícil acesso, pertencente à família.
Correio do Povo
por  Correio do Povo
27/01/2020 22:02 – atualizado há 2 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

A Polícia Civil localizou, na tarde desta segunda-feira, o carro do homem que matou três pessoas de uma mesma família, na zona Sul de Porto Alegre. A EcoSport vermelha foi deixada em uma propriedade privada, no bairro Lami, zona rural de Porto Alegre. Segundo o delegado Eibert Moreira, os agentes encontraram o veículo em um local de difícil acesso, pertencente à família do suspeito, que tem 24 anos.

Divulgação / Polícia Civil

Nessa manhã, a polícia também apreendeu uma pistola calibre 380 e um revólver calibre 38 na residência e estabelecimento da família do suspeito. A primeira arma está em nome da mãe do autor do crime, que presenciou o ocorrido. Ainda não se sabe em nome de quem está o revólver. Um terceiro artefato de fogo, utilizado nos assassinatos, uma pistola calibre 9 milímetros, no entanto, segue desaparecido. Segundo a polícia, o homem não tinha porte de arma.

A família assassinada percorria a Estrada do Varejão, no bairro Lami, após uma festa de aniversário em um sítio no bairro Cantagalo. O pai, identificado como Rafael Zanetti Silva, de 45 anos, dirigia um Citroën Aircross e colidiu com o veículo Ford EcoSport, parado. Ao perceber que o condutor não parou, o suspeito entrou na EcoSport e começou a perseguir a família. Os ocupantes do Citroën desceram do carro e foram mortos a tiros.

Rafael e Fabiana (foto à esquerda) morreram no local; Gabriel (na imagem à direita, junto ao pai) morreu no hospital Arquivo pessoal / Arquivo pessoa

Além de Rafael, o homem também matou Fabiana da Silveira Innocente Silva, 43, e o filho deles, Gabriel da Silveira Innocente Silva, de 20. Um menino de 8 anos, também filho do casal, e a namorada do jovem morto não sofreram lesões.

Com prisão temporária decretada, o autor dos disparos está foragido. Ele e a mãe permanecem em local desconhecido. As primeiras informações apuradas pela Polícia apontaram que a família é ligada ao comércio. O indiciamento deve ser concluído em homicídio qualificado cometido por motivo fútil e emprego de meio que dificultou a defesa das vítimas. Mãe e filho apagaram perfis em redes sociais e desligaram os celulares.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...