Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Seduc sugere recuperar aulas até 27 de fevereiro em escolas que seguiram em greve
A Pasta contabiliza 37 dias letivos de paralisação, entre 14 de novembro de 2019 e 14 de janeiro de 2020.
Rádio Guaíba
por  Rádio Guaíba
14/01/2020 22:53 – atualizado há 2 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

A Secretaria Estadual da Educação (Seduc) emitiu às Coordenadorias Regionais de Educação (CREs) uma nova sugestão de reposição das aulas nas escolas estaduais que aderiram à greve do Magistério, encerrada, depois de 57 dias corridos, em assembleia geral do Cpers Sindicato, na tarde desta terça-feira. A Pasta contabiliza 37 dias letivos de paralisação, entre 14 de novembro de 2019 e 14 de janeiro de 2020.

Conforme a sugestão da Secretaria, a recuperação deve começar nesta quarta, seguindo até 27 de fevereiro. A medida busca garantir aos estudantes o direito de, no mínimo, 200 dias letivos e assegurar a carga horária de 800 horas para o Ensino Fundamental e 1.000 horas para o Ensino Médio.

Após os 30 dias de férias, as escolas que ainda permaneciam em greve e que agora vão começar a recuperação devem começar o ano letivo de 2020. “Grande parte das escolas já iniciou a reposição do ano letivo ainda no primeiro calendário que sugerimos, que se iniciou em 21 de dezembro. Nossas orientações são para escolas remanescentes, já que grande parte já concluiu o calendário escolar de 2019”, explica o secretário da Educação, Faisal Karam.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE